Páginas

domingo, 16 de outubro de 2011

Esbanjando emoções





"Prefiro esbanjar emoções. Mesmo que doa. 

Mesmo que, um dia, eu possa me arrepender. 

Meus arrependimentos duram pouco, 



alguma coisa me cutuca e diz olha, que bom que você fez.

Que bom que você teve coragem. Que bom que você sente.

Que bom que você tenta. Tentar é se arriscar.

E tudo na vida tem metade de chance de dar certo. 

E a outra metade? 

De dar errado.

Mas não é poupando que você saberá." 

. Clarissa Corrêa .






Achei este texto publicado no mural do Facebook de uma amiga, me identifiquei e resolvi também postar!
Me identifiquei talvez pelo que algumas pessoas me falam sobre a minha forma de ser intensa demais... 
Quando choro, choro horrores, de soluçar. Quando gosto, gosto de verdade!
Não sei medir sentimentos, escolher palavras, atenuar reações, sou o que sou!
Não sei fingir gostar daqueles que só aprendi a conviver por educação.
Sou transparente mesmo, mas não me arrependo, ou me arrependo as vezes,mas ainda assim, 
vejo como metade acerto e metade erro e assim  a vida segue!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Já são suficientes para nunca esquecer os dias....



"Quem procura as melhores palavras, ainda não está certo.

Devemos procurar o melhor silêncio. O silêncio exato.

 Não me esqueço o dia em que não fizemos nada,

 nada mesmo, parados, nos olhando como cúmplices, rindo a esmo, 

abraçados, olhando a janela como um vinho aberto. 

O futuro passeava pela janela.


 Talvez tenha me visto de mãos dadas com ela na velhice ou na infância.




 Não importa em que tempo estávamos. 



No nosso idioma, as pequenas gentilezas, como empurrar a cadeira para sentar

 ou amarrar os cadarços um do outro, já são suficientes para nunca esquecer os dias."


- Carpinejar - 





terça-feira, 27 de setembro de 2011

Férias das sensações...

"Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. 
O que confesso não tem importância, pois nada tem importância. 
Faço paisagens com o que sinto. Faço férias das sensações. 
Compreendo bem as bordadoras por mágoa e as que fazem meia porque há vida.
(...)
Estas confissões de sentir são paciências minhas. 
Não as interpreto, como quem usasse cartas para saber o destino. 
Não as ausculto, porque nas paciências as cartas não têm propriamente valia. 
Desenrolo-me como uma meada multicolor "tricolor", ou faço comigo figuras de cordel, 
como as que se tecem nas mãos espetadas e se passam de umas crianças para as outras. 
Cuido só de que o polegar não falhe o laço que lhe compete. 
Depois viro a mão e a imagem fica diferente. 
E recomeço."


Como sempre, as preciosas e sábias palavras de um certo poeta Português ...

sábado, 24 de setembro de 2011

Colo. Pinto e bordo.

"E lá vou eu, nas minhas tentativas, às vezes meio cegas,
 às vezes meio burras, tentar acertar os passos. 


Sem me preocupar se a próxima etapa será o tombo ou o voo. 
Eu sei que vou. Insisto na caminhada. 


O que não dá é pra ficar parado. 


Se amanhã o que eu sonhei não for bem aquilo, 
eu tiro um arco-íris da cartola. 




E refaço. Colo. Pinto e bordo. 


Porque a força de dentro é maior. 
Maior que todo mal que existe no mundo. 


Maior que todos os ventos contrários. 
É maior porque é do bem. 


E nisso, sim, acredito até o fim.


 O destino da felicidade, me foi traçado no berço."


- C. F. A. - 




sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Minha mãe, minha PRIMAVERA!

Não tinha nem dia e nem mês melhor para vir ao mundo...

Muda hoje do inverno para a estação mais linda do ano, 
justamente porque hoje é o teu dia:



Mãe, no dia em que completa mais um ano de vida, a felicidade é toda minha...

"O inverno cobre minha cabeça, 
mas uma eterna primavera vive em meu coração..."

A minha flor preferida, a flor mais linda de toda primaVERA,

Minha mãe VERA é a minha eterna PRIMAVERA!

Mãe, TE AMO!

Feliz Aniversário!

Linda PRIMAVERA bem-vinda!



"Pois veio a PRIMAVERA e trouxe tantos roxos e amarelos para a copa dos jacarandás, 

tantos reflexos azuis e prata e ouro na superfície das águas do rio,

tanto movimento na cara das pessoas do Outro Lado

com suas histórias de vivas desimportâncias, 

e formas pelas nuvens - um dia, um anjo -, nas sombras do jardim pela tardinha..."

- C. A. F.  -





As flores sempre retornam, PRIMAVERA linda e cheia de expectativas...




"... a outra bem louca vivia 

( ...)

acabou vendo o que ninguém mais via!"

- Clarice Lispector -







quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Sem remetente para um destino incerto...

     Eu sei que todos os dias quando eu acordo Deus dá um sorriso e me diz: 
"Estou te dando a chance de tentar de novo". 
. Caio Fernando Abreu .


     Palavras que deveriam ter sido ditas, sentimentos explicados, prioridades relativizadas...

         Até poucos dias acreditava que tudo isso tinha ficado no ontem, mas só tinha mesmo varrido a "poeira pra baixo do tapete" e o que aconteceu??? Uma pessoinha indefesa conseguiu trazer à tona todos os desejos, toda a saudade, todo o carinho e colocou lá embaixo daquele tapete "as chateações"!

         Hoje, queria apenas fazer um amontoado de todas essas coisas que foram remexidas, bem como as que foram reescondidas, amarrá-las e mandar pelo correio para um destino qualquer, um endereço inventado, mas sem um remetente, para não correr o risco de receber tudo de volta!


       Talvez a pessoa que recebesse saberia lidar melhor com aquelas coisas, talvez diferente de mim, tivesse outras perspectivas pelo que foi proposto, tivesse outras prioridades, enfim, talvez recebesse aquilo tudo e fosse o tempo dela viver o que lhe foi entregue nas mãos...

        Não posso me eximir de dizer que em partes lindo demais, mas é preciso fazer escolhas, tomar decisões e quem nos garante que não estaremos desperdiçando oportunidades únicas, que jamais iremos nos arrepender, que podemos estar mandando a felicidade embora?

        Enfim, o "poetinha" já dizia: "que seja eterno enquanto dure" e assim foi, assim é!


Eu te amo. Mesmo negando. 
Mesmo deixando você ir. Mesmo não te pedindo pra ficar. 
Mesmo não olhando mais nos teus olhos. Mesmo não ouvindo a tua voz. 
Mesmo não fazendo mais parte dos teus dias. 


Mesmo estando longe, eu te amo. 
E amo mesmo. 
Mesmo não sabendo amar. 
. Caio Fernando Abreu .


Talvez não devesse estar sentindo esse sentimento tão bonito, mas se tem uma coisa que não podemos controlar é o coração...


quinta-feira, 31 de março de 2011

O sorriso ...




“Muita coisa que ontem parecia importante ou significativa
amanhã virará pó no filtro da memória. 
Mas o sorriso 
(…) 
Ah '(o teu sorriso)', 
esse resistirá a todas as ciladas do tempo.”



. Caio Fernando Abreu .

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

...




"Ambos não estavam nos planos um do outro. 
E ainda assim, foi incrível. 
Mas acabaram por se afastar, uma pena. 
Um desperdício de corações, de sensações, de amores e ilusões. 
Mas olha, ela ainda sonha com ele e ele ainda pensa nela..."