Páginas

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Dói...

Aiii, ando meio chateadinha...
Várias coisas legais estão me acontecendo, mas as que não são legais, estão prevalecendo. 
Quando envolve saúde, família e coração, minha vida fica mesmo muito descompassada. 
Já sei que ando meio desligada, irritada, estressada, mas frágil, sentimental, ... Posso dizer que sou a contradição em pessoa, pois tanto quero como em segundos já não quero mais...
O ruim de tudo isso é: querer tirar alguém do coração e não conseguir; querer resolver o problema do mundo e não ter condições para isso; querer chorar e ter que manter o sorriso; querer estar escondida entre os travesseiros e ter que estar fazendo social; querer um abraço mas ter só a saudade, ...


Ah.. estou sofrendo, com o coração apertadinho mesmo, fazer o que?!! Ainda assim, sobrevivo!






"Tudo isso dói.

Mas eu sei que passa, que se está sendo assim é porque deve ser assim, e virá outro ciclo, depois.

Para me dar força, escrevi no espelho do meu quarto:' Tá certo que o sonho acabou, mas também não precisa virar pesadelo, não é?'


É o que estou tentando vivenciar.

Certo, muitas ilusões dançaram - mas eu me recuso a descrer absolutamente de tudo, eu faço força para manter algumas esperanças acesas, como velas. Também não quero dramatizar e fazer dos problemas reais monstros insolúveis, becos-sem-saída.

 - C. F. A. -




Nada é muito terrível. Só viver, não é?

A barra mesmo é ter que estar vivo e ter que desdobrar, batalhar um jeito qualquer de ficar numa boa. O meu tem sido olhar pra dentro, devagar, ter muito cuidado com cada palavra, com cada movimento, com cada coisa que me ligue ao de fora. Até que os dois ritmos naturalmente se encaixem outra vez e passem a fluir.

Porque não estou fluindo."

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Clarice para acalentar e trazer realidades...


"Decepcionar-se é surpreender-se às avessas."




"Acredito que pessoas aprendem
 com os próprios erros e com o tempo.

Acredito também que quem traiu uma vez e foi perdoado,
 vai trair de novo..."

Clarice, Clarice....

Contando os dias...






"Os dias se interrompiam quando ele ia embora.
Recomeçavam apenas no mesmo segundo em que tornava a chegar.
Não sei quanto tempo durou. 
Só comecei a contar os dias a partir daquele dia em que ele não veio mais."

Caio Fernando Abreu in Onde andará Dulce Veiga?

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Sentimento duplamente estampado nos olhos...

Quem disse que seria fácil?
Quem acreditou que realmente poderia ser fácil?
Deixei-te livre para tuas vontades, deixei-te livre para decidir...
Talvez ai o grande erro, deixar-te livre demais.
Não soube cobrar, assim como não admitia ser cobrada.
Fui sincera desde sempre, efeitos "ex tunc"... e assim esperei o mesmo.
Custei a admitir um sentimento apesar de estar ele estampado em meus olhos...
Acreditei no teu sentimento, ou deixei-me enganar...
Sofrimento ex tunc ...
Estava disposta, sinceramente disposta a assumir os erros e encarar a todos, mas não tivemos tempo.
Escolha minha ou tua?
Prefiro acreditar que eu é que errei, talvez fique mais a vontade assumindo os erros, assumindo a culpa...
É FATO que a admiração permanecerá, assim como a saudade pelo que foi vivido, mas essa dorzinha da dúvida também permanecerá...







"Fiquei magoado(a), 
não por me teres mentido, 
mas por não poder voltar a acreditar-te."
Nietzsche

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Outros Caminhos


Deixei abandonado o Blog...
Estou correndo demais, demais, demais
Também não quero deixar passar nada, quero participar de tudo!

Participei de um Curso de Introdução de Mediação de Conflitos durante cinco sábados (cinco sábados o dia inteiroooo).  Ao mesmo tempo que cheia de dúvidas, medos, incertezas, saia também com um sentimento de que a cada encontro me conhecia um  pouco mais... 
Superei minhas expectativas, mas sinto que não tenho certeza da minha capacidade emocional na participação de projetos como o de uma Casa de Mediação.
Acredito muito no projeto, com certeza é possível sim esse OUTRO CAMINHO e acredito que muito mais efetivo, menos doloroso que o caminho  da imposição do Judiciário...

Confesso que estou ansiosa para um outro curso e muito curiosa quanto a implementação...
Agora, preciso aproveitar as férias que estão por vir para dedicar-me as leituras indicadas pelo prof. Ricardo! Veremos... 

Se alguém tirar a sugestão de algum site ou material sobre o assunto, agradeço a indicação!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

"Numa rede de presenças e ausências, numa fuga para o ponto de partida..."




"Oculta consciência de não ser,






Ou de ser num estar que me transcende,




Numa rede de presenças



E ausências,





Numa fuga para o ponto de partida:
Um perto que é tão longe









,
Um longe aqui. 

Uma ânsia de estar e de temer
A semente que de ser se surpreende,
As pedras que repetem as cadências

Da onda sempre nova e repetida


Que neste espaço curvo vem de ti."


























José Saramago



Quanta sutileza para se dar um pé na bunda.. heheh
Bom seria se todos os pés na bunda ou "foras" fossem regados a pura emoção de SARA(O)MAGO...
Palavras que transbordam sentimentos, emoções...
Dentre todas as demais palavras que acompanhavam essa poesia, fico feliz inclusive com o meu choro, porque é um choro de saudades, de carinho, de amor, de poesia, jamais de ódio, raiva ou pura tristeza!
Saudades das palavras puramente portuguesas do Saramago e de um coração quase português que me mandou essa mensagem!


quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Coisas Minhas, Coisas Tuas, Coisas Nossas...

Ganhei este selinho da Jéssica Damasceno do Blog COISAS MINHAS!



Regras:

1) Comentar sobre o blog de quem te presenteou com o selinho:
Bom, descobri o Blog Coisas Minhas bem por acaso (apesar de acreditar que nada é por acaso)!
O Blog da Jéssica é uma fofura só, cheio de magia, encantamento, poesia, arrancando suspiros e levando ao delírio.

2) Dizer 3 coisas que me levam ao delírio.
Meus amigos, Música e dentre tantas outras tantas coisas: Chocolate! hehe
3) Repassar para mais 5 blogs.
Intensa: http://crisss-santos.blogspot.com/
Blog Da Michele: http://michele-dos-santos.blogspot.com/
P.S.: I Love You: http://paulinhaleitte.blogspot.com/
Grafite: http://graf-fite.blogspot.com/
Que Seja Doce: http://julianacarioni.blogspot.com/?zx=e4c4530c2afd22f
Repasso também a todos aqueles que estão na minha lista de Blogs inspiradores!
Que este selinho, presente do Coisas Minhas, passe a Coisas Nossas!!


Obrigada!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Suspiramos quase leves...

"Atravessamos Agostos que parecem eternos e, 
nos Setembros, suspiramos quase leves outra vez : 
Meu Deus, passou!!!"






Ninguém mais, ninguém menos que Caio, o ETERNO!

Simples Assim

"Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: 
pensava que, somando as compreensões, eu amava. 
Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. 
Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil."
Clarice, sempre Clarice...


domingo, 12 de setembro de 2010

Ao Caio

"Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. 
Quis tanto dar, tanto receber. 
Quis precisar, sem exigências. 
E sem solicitações, aceitar o que me era dado. 
Sem ir além, compreende? 
Não queria pedir mais do que você tinha, 
assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. 
Mas o que tinha, era seu. " 


"Mas eu não podia, ou podia mas não devia, 
ou podia mas não queria ou não sabia mais como se parava ou voltava atrás, 
eu tinha que continuar." 




Uma singela homenagem 
ao Caio, 
àquele que hoje completaria 62 anos
de magia, encantamento,
poesia, sutileza,
e dentre outras coisas
muito AMOR...

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Violeta & Margarida!






“Margarida a Violeta conhecia, 

uma era cega a outra bem louca vivia, 

a cega entendia o que a louca dizia 

e acabou vendo o que ninguém mais via!” 


Clarice Lispector








Amigas flores, amigas irmãs, amigas malucas:
Pra fora a depressão, chega de tristeza!
Uma cor, um design mais clean para o Pérolas e Pétalas,
Um pequeno presente para a Margarida, 
Para colorir a vida de uma maneira bem simples...
 Margarida, o misterioso anônimo "M.", acho que não tem mais motivos para se preocupar com o grampeador!


segunda-feira, 6 de setembro de 2010

"Você pode até dizer que não entendeu o que eu disse, mas jamais poderá dizer que não entendeu como eu te olhei!"

Continuamos sabendo interpretar melhor nossos olhares que nossas palavras!

Quando as palavras nos faltam, nossos olhares se entendem, conversam silenciosa e afetuosamente.
São olhares doces, suaves, tranquilos e cheio de saudades...
E as faíscas que produzem, são dessa saudade, daquele carinho que não se rompeu...
Teu olhar me acalenta sem me julgar, me arranca suspiros e leva a lembrar...
Quem sabe ainda possamos nos encontrar além dos olhares.





Bom, já dizia Saramago:

domingo, 5 de setembro de 2010

Não: procuro não falar mais de ti e finjo não sentir mais saudades...



"Não: já não falo de ti, já não sei de saudades.
Feche-se o coração como um livro, cheio de imagens,
de palavras adormecidas, em altas prateleiras,
até que o pó desfaça o pobre desespero sem força,

que um dia, pode ser, parece tão terrível."
Cecília Meireles

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

domingo, 22 de agosto de 2010

E acreditar que a dor do amor sobe pro céu e vai...



"Combinamos provar que tudo é possível
Demonstrar que a melhor solução
É aceitar que nós teremos que vencer a tentação
Irresistível



E acreditar que a dor do amor

Sobe pro céu e vai 
Se espalhar no ar
Da cor que quer continuar
Nos olhos, mesmo invisível..."


Nando Reis  -  Púrpura

NÃO SEl QUEM SOU, que alma tenho...
















"Quando falo com sinceridade não sei com que sinceridade falo.

Sou variamente outro do que um eu que não sei se existe (se é esses outros)...
Sinto crenças que não tenho.
Enlevam-me ânsias que repudio.
A minha perpétua atenção sobre mim perpetuamente me ponta
traições de alma a um carácter que talvez eu não tenha,
nem ela julga que eu tenho.
Sinto-me múltiplo.
Sou como um quarto com inúmeros espelhos fantásticos
que torcem para reflexões falsas
uma única anterior realidade que não está em nenhuma e está em todas.
Como o panteísta se sente árvore (?) e até a flor,
eu sinto-me vários seres.
Sinto-me viver vidas alheias, em mim, incompletamente,
como se o meu ser participasse de todos os homens,
incompletamente de cada (?),
por uma suma de não-eus sintetizados num eu postiço."

Fernando Pessoa

sábado, 21 de agosto de 2010

"Quando eu me pergunto quem sou eu, sou o que pergunta ou o que não sabe a resposta?" Geraldo Eustáquio

A Déa (querida Andrea, que carinhosamente acho que posso chamá-la de Déa ...) desvendou...
Passei a seguir a comunidade dela no orkut e foi ai que me liguei deste meu pequeno grande problema!

A Winny espera que me revele...
A Michele, deixei que me descobrisse...?

Minha timidez, pelos meus sentimentos externados aqui, meus devaneios traduzidos em palavras, me deixam apreensiva.
Conforme já escrevi em uma das primeiras postagens, a dica de um professor de Direito Penal, que percebendo minha dificuldade de expressar minhas ideias, me sugeriu a criação deste pequeno espaço, para que usasse como um diário, escrevendo livremente, mas buscando sempre uma organização...

(risos, risos, risos, risos, ...)

Nunca imaginei, que esse meu diário fosse lido, fosse seguido, acompanhado... 

Talvez o maior propósito do blog tenha sido parcialmente alcançado, mas prendi-me a uma identidade secreta por vergonha do que escrevo, pois simplesmente, não sei se é certo ou errado, se todas as palavras estão corretamente escritas, pontuação e essas coisas. Além do que, meus devaneios são mesmo SÓ DEVANEIOS e nem quero pensar muito em que vocês seguidores queridos, pensam ao ler minhas postagens.

Medo, impasse, vergonha, ...: preciso seguir dois blog's que um outro querido professor criou para que fosse nossa forma de comunicação fora da sala de aula, postássemos novidades, atualizações, jurisprudência, disponibilizando textos da disciplina e de um grupo de estudos. Mas ai vem o GRANDE problema, ele quer todos os alunos sigam (óbvio) o blog,  mas se eu passar a seguir, minha identidade também será desvendada por ele... (mais risos, risos, risos e agora mais tímidos ainda)! Hahahaha... o que eu vou fazer, o que eu vou fazer agora????

Procuro manter-me anônima, embora me conheçam mais do que muitos que já viram meu rosto! Vocês queridos seguidores (devaneadores), pelo menos a grande maioria, não me olharam nos olhos, mas sinto que sentem talvez, um pouquinho do que quero transmitir com o que posto aqui.

Quem eu sou???

"Sei lá! Sei lá! Eu sei lá bem 







Bom, não irei colocar uma foto minha, continuarei sem divulgar meu blog, mas agradeço a vocês pela paciência em ler meus devaneios e suspiros, choros e dramas...
Quem sabe um dia tome coragem...




Quem sou? um fogo-fátuo, uma miragem...


Sou um reflexo...um canto de paisagem 
Ou apenas cenário! Um vaivém 

Como a sorte: hoje aqui, depois além!
Sei lá quem sou?Sei lá! Sou a roupagem 
De um doido que partiu numa romagem 
E nunca mais voltou! Eu sei lá quem!...
Sou um verme que um dia quis ser astro... 
Uma estátua truncada de alabastro... 
Uma chaga sangrenta do Senhor...
Sei lá quem sou?! Sei lá! Cumprindo os fados, 
Num mundo de maldades e pecados, 
Sou mais um mau, sou mais um pecador..."
Florbela Espanca