Páginas

domingo, 16 de maio de 2010


"Tinha lágrimas nos olhos

e estava infinitamente feliz

por ouvi-lo respirar a seu lado."


3 comentários:

Anônimo disse...

Numa cena incrível e jamais imaginada! Foi a cena mais perfeita e infinitamente linda, pois a felicidade de sentir aquele nós que gerou as lágrimas por também ouvir a respiração dela ao seu lado.
Violeta, andei lendo num dos blogs que segues uma frase que é do mesmo autor desta frase que colocastes na postagem, acredito que ela pode traduzir o sentimento que quero demonstrar:

"O amor não se manifesta através do desejo de fazer amor, mas através do desejo de partilhar o sono."
O partilhar do sono foi a beleza que encontrei ao despertar num domingo chuvoso.

Anônimo disse...

Digo: nó (na primeira frase, em contrapartida do nós)

jefhcardoso disse...

Três versos intensos.
Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com